Pesquisa revela que quase 80% dos americanos desconfiam do governo


WASHINGTON - Quase 80% dos americanos dizem desconfiar do governo, maior índice em 50 anos, segundo um levantamento do Centro de Pesquisas Pew divulgado no domingo. Apenas 22% dizem confiar no governo "praticamente sempre" ou "na maioria das vezes", de acordo com a pesquisa de opinião. Apenas 40% qualificam o governo do presidente americano, Barack Obama, como ótimo ou bom.

A avaliação da confiança foi realizada pela primeira vez em 1958, quando 73% dos entrevistados confiavam no governo de Dwight Eisenhower. Desde então, o número vem caindo constantemente. Desta vez, a incerteza econômica, o ambiente político fortemente partidarizado e o amplo descontentamento com o Congresso e com os políticos em geral contribuem para a atual onda de desconfiança, segundo o relatório da pesquisa, que ouviu cerca de 5.000 pessoas.

O índice de avaliações positivas sobre o Congresso é de apenas 25%, menor número em 25 anos. O prolongado debate para a aprovação da reforma da saúde, sancionada no mês passado, também piorou a opinião da população em relação ao governo e ao Congresso.

De acordo com a pesquisa, o clima é mais de frustração com o governo (56%) do que de raiva (21%). O governo é visto como uma ameaça às liberdades individuais por 43% dos republicanos, 50% dos independentes com tendências republicanas e por 57% de simpatizantes do movimento conservador Tea Party. A mesma opinião é compartilhada por 18% dos democratas, 21% dos independentes com tendências democratas e 9% dos que têm antipatia pelo Tea Party.

Uma primeira pesquisa, com 2.505 adultos, foi feita entre os dias 11 e 21 de março, com margem de erro de 2,5 pontos percentuais. Três levantamentos complementares, com cerca de mil entrevistas cada, foram realizados nos dias 18-21 de março, 1-5 de abril e 8-11 de abril. A margem de erro é de 4 pontos percentuais.

Fonte da foto: www.anovaordemmundial.com

0 comentários:

Postar um comentário