Pesquisa revela que cresce o número de acidentes com ônibus em BRs

PRF revela que entre 2009 e Junho de 2010 foram registrados 194 em acidentes nas rodovias federais de Sergipe envolvendo ônibus e micro-ônibus








Um estudo realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe revela que 18% das pessoas
envolvidas em acidentes com ônibus e/ou micro-ônibus entre 2009 e junho de 2010, ficaram feridas e dez morreram. A pesquisa analisou o número de acidentes, os tipos de acidentes registrados, fatores de contribuição, horário, além dos locais da ocorrência.
Somente neste ano, até o mês de junho, foram registrados 70 acidentes, que resultou na morte de seis pessoas. Já em todo o ano de 2009, foram 124 acidentes de trânsito envolvendo ônibus e/ou micro-ônibus. Esses acidentes deixaram um saldo de 70 pessoas feridas e quatro mortas.
O levantamento estatístico da PRF/SE constatou que 71% dos
acidentes ocorreram durante o dia. “É durante o dia, que a circulação de veículos é maior: pela manhã muitas pessoas estão indo para o trabalho em municípios vizinhos à capital e no fim da tarde retornam cansadas para os seus lares” explica o Chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização, o Inspetor Júlio Zambom.

A maioria dos acidentes foram registrados do km 0 ao 6 da BR 235 (saída de Aracaju), trecho de pista dupla e bem sinalizada. Já na BR 101, foram registrados acidentes do km 65 ao 125, trecho que engloba os municípios de Maruim, Laranjeiras, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Itaporanga D'Ajuda.


Tipos de acidentes

A colisão traseira foi o principal tipo de acidente envolvendo ônibus e/ou micro-ônibus, com 88 ocorrências, ou 45% do total. Esse tipo de colisão está associada principalmente a três fatores: à falta de atenção do motorista, não manter distância de segurança com veículo da frente e velocidade incompatível.


Em segundo lugar, com 43 ocorrências (22% do total), vêm as colisões laterais, que acontecem muitas vezes ocasionadas por ultrapassagens indevidas associadas mais uma vez à falta de atenção. Em seguida aparece a colisão transversal (26 ocorrências) e saídas de pista (12 ocorrências).

Fonte: PRF