Estudos revelam que aspirina ajuda a reduzir morte por cranco.

Londres – Uma aspirina por dia pode reduzir entre 20% a 30% as mortes provocadas por alguns tipos de cancro, revela um estudo publicado na revista médica Lancet.

Os cientistas revelam que uma dose diária de 75 miligramas de aspirina pode reduzir em 20 a 30 por cento a possibilidade de se morrer por vários tipos de cancro, como os do esófago, pulmão, estômago ou pâncreas.

A investigação foi realizada pela Universidade de Oxford em conjunto com outras entidades académicas e incidiu sobre 25 mil pacientes, maioritariamente do Reino Unido. O risco de cancro sofreu uma redução total de 20%, verificou-se um decréscimo de risco de morte por cancro do esófago de 60%, sendo este o que registou a taxa de sucesso mais elevada. Também o risco de cancro nos intestinos registou uma diminuição drástica (40%). O cancro nos pulmões reduziu em 30% e o da próstata 10%.

O objectivo inicial dos investigadores era consolidar o conhecimento sobre o impacto da aspirina na prevenção de ataques cardíacos, mas os registos clínicos permitiram outras conclusões. De acordo com o artigo publicado, os benefícios são visíveis cinco anos após a toma diária de aspirina a partir dos 75 miligramas, independentemente do sexo ou de factores de risco como ser ou não fumador.

Apesar do estudo realizado, os resultados do estudo não significam que adultos saudáveis devam lançar-se a tomar aspirinas. Tal como outro medicamento, a aspirina só deve ser tomada de acordo com a prescrição do médico.

(c) PNN Portuguese News Network

____________________________________________________________________________________________

Sabemos que a Aspirina é de suma importância na vida de todos. Por isso abaixo segue mais "uma importância", com humor, que a aspirina tem em sua e na minha vida: